O peso de um gol

Por André Kfouri (Blog do André Kfouri)

Um artigo publicado no domingo passado, no site do jornal britânico The Guardian, merecia mais repercussão no mundo do futebol. A peça nos informou que quatro acadêmicos europeus conseguiram, pela primeira vez, quantificar o impacto da regra do gol do visitante em encontros de dupla eliminatória.

O tema divide opiniões. Há quem esteja de acordo com a ideia que deu origem à valorização do gol marcado fora de casa como critério de desempate: um estímulo à ofensividade e uma proteção contra a decisão por pênaltis. E há quem veja um desequilíbrio de condições que favorece o time mandante no primeiro jogo, ao estimulá-lo a jogar defensivamente em casa e lhe oferecer trinta minutos a mais – em caso de prorrogação, no segundo jogo – para marcar o chamado “gol qualificado”.

O trabalho publicado no Jornal Europeu de Pesquisa Operacional, com o título “o que é um bom resultado no jogo de ida de um confronto em dois jogos?”, baseou-se em 6.975 confrontos de mata-mata no continente, entre os anos 1960 e a temporada 2012-13. O primeiro achado é um fato: a vantagem por jogar em casa diminuiu. Entre 1965-66 e 1980-81, 56,2% dos jogos de ida foram vencidos pelo time mandante. Esse número caiu para 46,1% entre 1997-98 e 2012-13.

O estudo se propôs a descobrir qual é o peso de um gol sofrido pelo time da casa no primeiro jogo. O placar de 1 x 0 significa 65,3% de chance de vitória no confronto. Quando o mandante vence por 2 x 1, a possibilidade cai para 55,3% . Quando perde por 1 x 0: apenas 12,5%.

A comparação entre as vitórias por 1 x 0 e por 2 x 1 revela que o gol sofrido diminui a possibilidade de classificação do mandante do primeiro jogo em dez pontos percentuais, atualmente. Quando dois times de potencial semelhante empatam a ida em 0 x 0, o mandante tem 46,7% de chance de prevalecer. Não surpreende que proteger a própria área tenha se tornado a prioridade de muitos times que abrem confrontos em casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *