Del Nero na ativa

Por João Carlos Assumpção (Blog do Janca)

Marco Polo Del Nero pode ter se licenciado da presidência da CBF, alvo de investigações do FBI, mas segue dando as cartas na entidade e negociando contratos para a confederação.

Depois de perder três patrocinadores de peso (Michelin, Sadia e P&G), foi ele quem acertou com a Chevrolet uma ampliação do contrato com a fabricante de automóveis. A empresa, que estampava sua marca no calção da Seleção, irá fazê-lo também nas costas das camisas de treinos.

Além disso, Del Nero conversa com outros dois parceiros da entidade que ameaçam romper contrato com a CBF, seguindo os três que já o fizeram, se não houver mudanças estruturais na confederação, cuja imagem está pra lá de desgastada, na lama mesmo. Com um ex-presidente preso há quase um ano no exterior e Del Nero e Ricardo Teixeira na mira dos norte-americanos, tanto que o primeiro nem mais sai do Brasil, dizer o quê?

E o tal do coronel Nunes (coronel Antônio Carlos Nunes, é isso?), aquele que ninguém sabe quem é e a que veio, segue perdido na presidência. Quando foi ao Paraguai para a eleição do presidente da Conmebol estava perdidinho, perdidinho, alheio a tudo o que se passava a seu redor e demonstrando tal desconhecimento do mundo da bola que assombrou alguns jornalistas. E também dirigentes de outros países.

Não seria hora de refundar a CBF???

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *