Segundo médico da Seleção Italiana, cerveja para os jogadores após os jogos faz bem

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

“A cerveja é mais completa que qualquer outro suplemento energético. Além de aliviar o estresse, ela tem efeitos positivos por conter uma quantidade menor de açúcar, assim como quantidades significativas de magnésio, fósforo, cálcio e do complexo vitamínico B. Com moderação, cerveja é mais efetiva que outros suplementos porque é mais abrangente”. Foi assim que o médico da Seleção Italiana de Futebol, Luca Gatteschi, disse (durante a conferência em Rimini) ao defender o consumo de cerveja pelos jogadores após as partidas.

Claro que, como em tudo na vida, tem que ser moderado. O médico ainda disse o porque do álcool conter seus benefícios: “Há estudos que mostram como o uso moderado de cerveja pode ser benéfico àqueles com diabetes ou que têm doenças cardíacas. Há uma sugestão geral de uma dose de álcool para as mulheres e duas para os homens por dia. O segredo está nos grãos e no lúpulo, o último tem propriedades antioxidantes e há trabalhos científicos que monitoram seus efeitos de neuroproteção.”.

Vale salientar que Luca Gatteschi tem boa reputação na medicina esportiva italiana. O Médico e nutricionista trabalha na Azzurra desde 2006, onde fez parte da comissão técnica que conquistou a Copa do Mundo daquele ano.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *