Abre aspas para o ex-goleiro Marcos

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

“Olha, Cosme, vou ser muito sincero. Não sei se quero voltar a trabalhar com futebol, não. Tenho muito medo de voltar a trabalhar no futebol. O clima é muito pesado. Há muita sujeira. E graças a Deus, eu consegui ter uma carreira limpa. Ninguém tem nada para falar de mim. Dei minha vida, empenhei tudo que podia e o que não podia pelo Palmeiras, pela Seleção. Sou bem tratado onde vou. E não só por palmeirenses. Corintianos, torcedores todos os clubes me abraçam, beijam a minha careca. É uma coisa impressionante. E que me orgulho. Não quero arriscar tudo isso voltando ao futebol. E me queimar.” – em entrevista ao jornalista Cosme Rimoli

Para ler a entrevista completa, basta clicar aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *