Flávio Boaventura e o clássico-rei. “Minha missão é defender”

 

Melhor zagueiro do futebol potiguar, Flávio Boaventura é também sinônimo de perigo quando vai para o ataque. O mais famoso de todos os gols do baiano ainda está na cabeça do torcedor americano. Clássico-rei de 2015, dentro do Frasqueirão, o cabeceio certeiro que garantiu o título do Centenário ao América, com direito a comemoração inusitada, a polêmica voadora na bandeira de escanteio.

Boaventura fala sobre a expectativa do clássico, sobre o momento do América, a experiência dos clássicos e também avisa: “Meu negócio é defender”. Nota do Blog: destaque negativa para a barbicha estilo “Estado Islâmico”. Lamentável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *