Bate Papo com Mariah Shade

Foto: Diego Breno
Foto: Diego Breno

Como o Torneio Internacional de Futebol Feminino está chegando ao seu final, a partir de hoje, o Blog do Gringo trará um especial com alguns nomes de destaque das seleções que disputaram esse torneio. Hoje, traremos uma entrevista exclusiva com uma das jogadoras mais simpáticas de Trinidad e Tobago. Tudo bem, sei que os leitores queriam a goleira Tenesha Palmer, já que nos jogos, ela sempre foi ovacionada quando fazia alguma defesa. Todavia, conversamos com uma que atua no ataque da Seleção Trinitina.

Jovem, bonita, recebeu prêmios em competições, dedicada e simplesmente apaixonada por futebol. Sem mais delongas, confiram como foi o bate papo com a atacante da camisa número 3.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

NOME: Mariah Shade

CIDADE NATAL: Los Bajos

IDADE: 24 anos

ALTURA: 1m71

POSIÇÃO: Atacante

CLUBE ATUAL: Somente a Seleção

Quando você se interessou pelo futebol e porque jogar no ataque?

Comecei jogando com a minha família, mais precisamente com os meus irmãos. E, naturalmente, um dos meus irmãos iam para o gol. E, antes de jogar em família, eu ficava chutando pra ele. Chutava, chutava, chutava, e fui gostando. E quando eu jogava em família, sempre fui atacante.

Desde quando você começou até o momento atual, você percebe que o preconceito de mulheres jogarem futebol continua ou diminuiu?

Definitivamente. Especialmente quando se trata da profissão porque, o que nós ganhamos em relação aos homens não tem comparação. Então, para lutar o que nós lutamos e não recebermos pelo menos o respeito é muito difícil de continuar. Então, desde quando comecei até agora, não tem mudado muito não.

Quais são as suas maiores conquistas no esporte?

Foram várias, mas direi a mais recente. Foi no ano passado, jogamos a final diante da Jamaica e ganhamos por um a zero. Nisso, fui escolhida a melhor jogadora do time, já que marquei seis gols em quatro jogos.

O que, ou quem, te inspira no futebol?

A inspiração vem de dentro de mim. No entanto, conto com o apoio e a ajuda da minha família, mas grande parte dessa inspiração vem de Deus.

Qual a sensação de vestir a camisa da Seleção de Trinidad e Tobago?

É uma honra.

Agora, vamos fazer um “Bate Bola”, tá bom?!

Ok.

Um Filme?

Procurando Nemo.

Uma música?

Todas que tiverem relação com o Gospel.

Um ídolo?

Sydney Leroux.

Uma jogadora bonita?

Sydney Leroux.

Um jogador bonito?

Cristiano Ronaldo.

Uma comida?

Frango com Curry (comida indiana).

Uma bebida?

Qualquer coisa que não tenha álcool.

Um sonho?

Se transformar numa jogadora profissional.

Um time de futebol?

Barcelona.

Futebol é…

A minha vida.

Amor?

Da forma que você trata os outros, respeito

Deus?

É o meu Deus.

Mariah por Mariah

Amigável, que gosta de se divertir… o que você tá vendo é o que você confere.

Para encerrar, deixa uma mensagem para aquelas meninas que desejam jogar futebol também.

O mais importante, para mim, é você realmente ser devotado e fiel a Deus. Quanto mais você for, mais ele te encaminha para que você consiga seus objetivos.

*Agradecimento especial ao tradutor, e que está acompanhando a Seleção de Trinidad e Tobago, Aldo Petrolino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *