Guia do Torneio Internacional de Futebol Feminino em Natal: Trinidad e Tobago

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Dando continuidade ao nosso guia do Torneio de Futebol Feminino, que acontecerá na próxima quarta-feira, hoje vamos falar de uma seleção que foi “escalada” de última hora para a competição. Trinidad e Tobago, confesso, foi difícil demais para acharmos informações a respeito. Porém, como o bom jornalismo nos ensina, fomos a caça. Pesquisamos ao máximo e descobrimos algumas coisas bem interessantes.

Na região do Caribe, Trinidad e Tobago, ao lado de Jamaica e Haiti, é um das forças no futebol feminino. As “Guerreiras Socas” ou “Princesas Socas” ainda busca uma participação em Copas do Mundo. Atualmente, ocupa a colocação 48 no ranking da FIFA. Essa será a primeira participação de Trinidad e Tobago no Torneio Internacional de Futebol Feminino aqui no Brasil. Aliás, Trinidad e Tobago será o primeiro adversário da Seleção Brasileira. Vale lembrar que, na Copa Ouro no ano 2000, O Brasil goleou as Guerreiras Socas por 11×0.

O TÉCNICO

Foto: Reprodução/ESPN
Foto: Reprodução/ESPN

A Seleção de Trinidad e Tobago tem no comando o técnico Randy Waldrum. O americano de 54 anos está a frente da seleção a pouco mais de um ano. Ele começou a sua carreira de treinador em 1982, dirigindo a equipe masculina do Austin College. Seis anos depois, foi dirigir o time universitário do Texas Wesleyan University. No ano seguinte, foi treinar a equipe da Universidade de Tulsa, onde treinou as equipes masculinas e femininas. Um marco bem legal de Randy foi um programa de futebol feminino na Universidade de Baylor em 1996. Um outro feito do treinador foi levar a equipe feminina do Notre Dame para dois campeonatos nacionais, em 2004 e 2010. Aliás. em 2010, foi o jogo de número 300 de Randy a frente do time. Além de ser treinador de Trinidad e Tobago, Randy Waldrum treina o Houston Traço, que disputa a Nation Women’s Soccer League.

DESTAQUE

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A destaque dessa seleção trata-se da meia-atacante Maylee Attin-Johnson. A atleta de 29 anos retorna a Seleção após se desentender com o gerente do Futebol Feminino da Trinidad & Tobago Football Association. senhor Sharon O’Brien. Segundo dizem, o desentendimento foi tão feio que Maylee disse que nunca mais jogaria na Seleção enquanto  O’Brien estivesse por lá. Porém, após algumas mudanças (entende-se eleições), Maylee não só voltou ao elenco como é a capitã do time. Jogadora rápida, inteligente, Trinidad e Tobago confia nela para orientá-las nessa competição.

AS CONVOCADAS

O técnico Randy Waldrum vem a Natal com 21 jogadoras. No último amistoso antes do Torneio aqui em Natal, as Guerreiras do Soca venceram a Seleção de Porto Rico por 1×0.. As jogadoras que estarão presentes na Arena das Dunas são:

GOLEIRAS

Este slideshow necessita de JavaScript.

DEFENSORAS

Este slideshow necessita de JavaScript.

MEIAS

Este slideshow necessita de JavaScript.

ATACANTES

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *