Dentro de alguns anos, América terá uma fonte de renda diferenciada

IMG_5490

Nos próximos dois anos (talvez um pouco mais), o América passará a ter uma invejável fonte de renda mensal. O prazo não é exato, até porque depende do cronograma de obras da construtora que está levantando o complexo comercial Manhattan, a ser erguido na parte da sede negociada há alguns anos. Quem passa diariamente naquelas imediações – meu caso – vê as obras a todo vapor.

O plus destes aluguéis (algo em torno de 200 salas ficarão com o clube) irá injetar uma nova realidade no alvirrubro. Junte-se a este fato a consolidação da Arena América como fonte de renda também dentro desse período.

Na entrevista que fiz com o presidente Beto Santos conversamos informalmente sobre esta realidade. É uma tranquilidade que os próximos gestores terão.

Hoje, o clube sofre com o drama  de outros concorrentes. Dispõe de receitas de Timemania, programas de Sócios e direitos de tv das competições que classificar. Mas não tem uma entrada de receita fora dos scripts do futebol.

Esta renda –  um aluguel comercial no Tirol não fica por menos de R$ 2 mil – o América terá um fôlego a mais em pouco tempo. Já pensou o clube com R$ 400 mil ou mais de receita garantida mensalmente?

Sabendo aproveitar, pode ser a redenção financeira do clube e uma estabilidade permanente.

Foto: propaganda do projeto Manhattan na Internet. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *